60% das mulheres com 45 ou mais anos nunca realizaram um exame de densitometria óssea

Pesquisa “Firme Forte – Osteoporose 2012” revela que 44% das mulheres não se lembram de seus médicos terem comentado sobre a osteoporose nas consultas

Densitometria óssea, você sabe para que serve esse exame? Muita gente não sabe e, pior, ignora o fato de que esse é o principal método para diagnosticar a osteoporose, uma doença caracterizada pela perda progressiva da massa óssea, que atinge uma em cada três mulheres na pós-menopausa.

Esse desconhecimento é ainda mais grave no grupo de risco para o desenvolvimento da doença, ou seja, em mulheres com 45 anos ou mais. Pelo menos é essa a conclusão de uma pesquisa inédita encomendada pela ABRASSO (Associação Brasileira de Avalição Óssea e Osteometabolismo) e desenvolvida pelo Ibope intitulada “Firme Forte Osteoporose 2012”. Segundo a pesquisa, 60% das mulheres de 45 ou mais anos de idade nunca realizaram um exame específico para detectar a doença. Além disso, desconhecem o nome do exame (densitometria óssea) ou confundem com exames parecidos, mas que não servem para detectar a perda de densidade mineral óssea. Outro dado relevante e complementar é que apenas 30% da amostra de mulheres mais velhas se recorda de ter realizado o exame de densitometria óssea alguma vez na vida.

Para piorar um pouco a situação, o estudo revelou ainda que as mulheres que fizeram a densitometria, realizaram o exame tardiamente: das 40% de mulheres com 45 ou mais anos que afirmaram já ter realizado algum exame para detectar a osteoporose, metade (50%) fez o primeiro exame tardiamente (entre 51 a 60 anos) e 37% não fez o exame novamente.

Apesar de o ginecologista ser o especialista que mais tem contato com a mulher durante a sua vida reprodutiva, a pesquisa apontou que entre as mulheres com 45 anos ou mais, foi o clínico geral que mais apresentou o assunto pela primeira vez às mulheres da faixa etária. Segundo o estudo, 39% dos médicos que apresentaram o assunto osteoporose pela primeira vez eram clínicos gerais, enquanto que 19% eram ginecologista e 18% ortopedistas. Quando perguntadas de uma forma geral sobre se o médico visitado comentou sobre osteoporose, 44% das mulheres com 45 anos ou mais responderam que não.

A razão da procura tardia pelo diagnóstico da osteoporose é que ela é uma doença silenciosa, ou seja, não causa nenhum tipo de dor. Em função disso, a mulher só vai procurar algum auxílio médico quando acontece a primeira fratura, momento da descoberta da doença.

Apesar disso, a pesquisa “Firme Forte – Osteoporose 2012” mostrou confusão sobre a associação da doença com o sintoma dor, ou seja, 96% das mulheres do grupo de risco acham que a doença causa dores, o que indica que, embora cientes sobre a gravidade da osteoporose, ainda há confusão sobre o assunto e muitas mulheres podem estar “esperando” manifestações de sintomas para uma doença que avança silenciosamente.

Deste modo, o estudo indica que em termos de diagnóstico, há um longo caminho a ser percorrido para transformar a consciência sobre a doença em prática efetiva, especialmente quando consideramos o envelhecimento da população brasileira.

Sobre a pesquisa “Firme Forte – Osteoporose 2012”

Encomendada pela ABRASSO e realizada pelo Ibope, o estudo, cujo objetivo foi entender o grau de consciência das mulheres e da população em geral sobre a osteoporose, foi realizado em duas etapas complementares: uma pesquisa quantitativa com 1008 mulheres com idade a partir dos 45 anos nas principais regiões metropolitanas do país; e outra pesquisa, também quantitativa, com 2002 entrevistados em todo o país numa amostra representativa nacional, com homens e mulheres acima de 16 anos de idade.

A pesquisa foi realizada entre 06 e 16 de abril de 2012 e tem margem de erro de 3 pontos percentuais num intervalo de confiança de 95% para amostra de mulheres mais velha e 2,2 pontos percentuais para a amostra da população em geral (BUS).

Sobre a ABRASSO

A ABRASSO – Associação Brasileira de Avalição Óssea e Osteometabolismo é resultado da fusão das sociedades médicas brasileiras Sobemon, Sobrao e SBDens. Com mais de 1.500 membros associados, a Abrasso representa bem a comunidade médica enfocada em osteometabolismo e osteoporose.

Sobre a campanha Firme Forte – Osteoporose

Com apoio do Ministério da Saúde, a campanha “Firme e Forte – Osteoporose” iniciou-se em 2011 com o objetivo de alertar e orientar a população sobre a importância da prevenção e combate à osteoporose.

Trata-se de uma iniciativa inédita da ABRASSO e conta com o apoio da International Osteoporosis Foundation (IOF) e da Federação Nacional e de Associações de Pacientes e de Combate à Osteoporose (Fenapco). O site www.sejafirmeforte.com.br é responsável por centralizar as ações da campanha e reunir e disponibilizar as informações mais importantes sobre a doença, prevenção, diagnóstico e tratamentos durante todo o ano.

Twitter

Dica Firme e Forte

ToolsCalculadora

Para previnir a osteoporose: consuma mais alimentos com cálcio e vitamina D, tome mais sol e faça mais exercícios com algum impacto. Não deixe de fazer os exames preventivos, incluindo a denistometria óssea.

Arquivos

Depoimentos [+] outros depoimentos

Um estilo de vida saudável é fundamental na prevenção e tratamento da osteoporose. Atividade física regular é importante para a saúde óssea. No entanto, é importante ressaltar que a atividade física deve envolver exercícios com impacto e que fortaleçam a massa muscular. São esses os mais importantes para a manutenção da massa óssea. Claro que a intensidade do exercício e o grau de impacto que o indivíduo pode suportar variam de acordo com cada caso e, por isso, é essencial que a atividade física seja supervisionada por um profissional treinado.

Diogo Domiciano, médico-assistente da Disciplina de Reumatologia do Hospital das Clínicas da USP.

21/09/2011

Lorem ipsum dolor sit amet

“A osteoporose é real e afeta a todos. É preciso mobilizar a todos e mostrar que embora difícil, é possível conviver com a doença, trabalhar e ter uma vida normal.”

Suely Roitman, Presidente da FENAPCO

Dica Firme e Forte

ToolsCalculadora

Para previnir a osteoporose: consuma mais alimentos com cálcio e vitamina D, tome mais sol e faça mais exercícios com algum impacto. Não deixe de fazer os exames preventivos, incluindo a denistometria óssea.

Teste de Osteoporose

ToolsTesteOsseo

São apenas 19 perguntas simples para você descobrir como está a saúde dos seus ossos.

Teste de Osteoporose